Futebol e Cidadania

Meu maridão já fez poesias. E poesia engajada. Neste dia em que muitas pessoas estão tristinhas com a eliminação da seleção brasileira, eis o que ele escreveu em situação semelhante (Copa de 1990). Está bem atual…

BRASIL AO TETRA OU À QUEDA

E o povo ora, ora bolas!

Nessas horas as bolas rolam.

Rolam lágrimas e euforia,

explode a alegria!

Alegria? Que alegira?

A alegria da bela jogada

ou a frustração daquela errada?

 

Que mancada, Brasil!

A suécia do serralheiro

cravou quente no trabalhador.

Bem no traseiro. Com dor.

Que emoção!

A vitória da Seleção

misturada à política de demissão.

Bola pra frente, trabalhador!

É bom entender o samba enredo.

No bojo, sem essa de desemprego.

E o salário? Como é que fica?

Fora do bolso?

 

Dá nojo, o Brasil pobre com costa rica

e dá-lhe arrocho! Arrocho salarial! Vamos muito mal.

Que mal? A Seleção tá tão legal!

Só torce quem pode.

Quem não pode se sacode

e no sacolão da miséria estamos a mil.

PAPA ESSA BRASIL!

 

Escócia, o teu whisky não é nossa cachaça,

é a nossa desgraça e provoca inflação.

No campo, passamos pela primeira fase

sem corrupção ou trapaça.

E a nossa gente, que graça!

Vê na bola a nossa raça…

Pra frente Seleção.

 

Nas oitavas-de-final chegamos

placares apertados, foi por um triz!

Seleção forte, seis pontos faturamos,

povo faminto e fraco… São dois brasis!

No gramado valentia, no povo euforia

é comunhão de fantasias… pinta de campeão.

 

Desfalca-nos o time,

O “Indiana Collor” Presidente,

falso pluri-atleta do JET SKI,

o brinquedo do garotão.

Elle confisca nosso dinheiro,

faz do país seu picadeiro,

seu pobre parque de diversão.

 

Não chore por nós Argentina,

você sofre da mesma sina

violência, miséria e corrupção.

No campo cruzamos os bigodes.

Mas isso não nos faz fortes

somos vitimas da mesma exploração.

Pois cinicamente o “Tio Sam” nos enrola

e das oitavas-de-final fica de fora.

Mas será nosso próximo anfitrião.

Nesta etapa o confronto nos fascina,

pois a classificada América Latina

é a sacrificada vítima da hiper inflação.

 

É, Brasil! Nesta fase não se erra.

O teu erro logo encerra

o sonho de ser campeão.

Campeão? Em verdade o Brasil é campeão:

Em acidentes de trabalho, desemprego,

baixos salários, analfabetismo e corrupção.

 

Oh! Perdão.

A derrota da nossa Seleção

não nos sai da mente.

Afinal, somos torcedores brasileiros doentes

Doentes por infecção hospitalar,

carentes de habitação, saneamento básico

e falta saúde pra toda essa gente.

E… olha que o país é farto.

Falta tudo!

até governo decente.

 

Por isso, volta. Volta Seleção.

Estou decepcionado que nem sei!

Acordem, compatriotas!

O tetra não é o título que esperei.

Brasil, tenho pena do teu povo,

pois deu uma de otário,

gastando o seu mísero salário

pra fazer o teu cartaz.

Bola rolando e as bandeirinhas acenando

e o povo infeliz chorando

só porque o tetra não vem mais.

 

Na próxima Copa ficarei na minha.

Mas sei que a ilusão virá de novo,

pois o governo gosta de Copa,

porque na Copa ele cozinha…

O POVO.

Nosso lugar

Mafalda e o nosso lugar

Tenho pensado muito sobre o que significa amar este país onde nascemos.

Muitos optam por posições simplistas, descambando para o otimismo exagerado ou para o pessimismo tao nocivo, colocando-nos como os “piores” em tudo – ‘ah, isso é Brasil ‘, dizem a qualquer coisa errada.

Exemplo de visão míope temos naquelas pessoas que, mal se importando em conhecer e falar bem o nosso lindo idioma, apressam-se em aprender outra língua…

Estou convencida de que patriotismo inclui não apenas amar nossa terra, como também termos consciência política, participativa e cidadã, o que nos levará à certeza de não sermos os piores, deixando-nos de cabeça erguida.

Amar nosso idioma, belíssimo, dificílimo. Conhecer nossos grandes autores, clássicos e contemporâneos, ao invés de lermos somente os best sellers da moda.

Sempre que for possível, contribuir para que a vida seja menos árdua para os menos favorecidos. Várias igrejas possuem trabalhos sociais visando à inclusão social dessas pessoas.

Finalmente, já que nossa proposta no blog é falar sobre viagens, conhecer nosso país continental e sua fascinante diversidade cultural.

Desejo-lhes excelentes viagens!