A Próxima Viagem

Passeio de trem - Santo Antônio do Pinhal

Passeio de trem – Santo Antônio do Pinhal

Santos - SP

Reencontrando a Hermelinda, amiga de infância, em Santos!

Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu

Se fosse fazer uma novela com a minha vida (e olha que tem bastante material pra isso) esse seria um bom título.

A próxima viagem pode até demorar um pouquinho a acontecer, mas o período inter-viagens é cheio de sentimentos, atitudes, pesquisas, leituras, enfim, tudo aquilo que vai proporcionar maior sucesso no decorrer da viagem. E olhe que nem sempre são atitudes tomadas conscientemente visando à viagem – não, a verdade é que já está no sangue.

Pois é, 2012 foi um destes anos meio entre-safra, por diversos motivos. Saúde, estudo, compromissos atropelaram alguns planos. Foi o ano em que eu mais paguei multas a companhias aéreas  por cancelamento de bilhetes. Cancelei uma viagem a Buenos Aires, onde participaria da ConVnVenção do Viaje na Viagem e outra à Califórnia, em setembro.

Em 2012 tivemos os seguintes capítulos:

  • revi Campos do Jordão em companhia do marido e de amigas queridas.
  • finalmente conheci, em viagenzinha com o marido, Foz do Iguaçu, em esquema super econõmico, mas sem abrir mão de nenhum prazer.
  • viagem sentimental a Santos, minha terra natal do coração, com direito a reencontro com amiga de infância!

Nada mal para uma entre-safra…

Renascer

“Em lugar do espinheiro crescerá a faia, e, em lugar da sarça, crescerá a murta; isso será para o Senhor por nome, por sinal eterno, que nunca se apagará.” (Isaías 55:13)

                 “Pois um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o principado está sobre os seus ombros; e o seu nome será Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.” (Isaías 9:6)

Natal. Nascimento. Renascimento. Cristo vivo, único ser capaz de modificar-nos, transformar nossas vidas. Basta que o convidemos, aceitando o Seu senhorio, caminhando a Seu lado dia a dia.

Neste Natal, querido amigo, desejo que você deixe o Salvador envolver a sua vida.

Paz em nossos corações. Excelente 2010!

Nosso lugar

Mafalda e o nosso lugar

Tenho pensado muito sobre o que significa amar este país onde nascemos.

Muitos optam por posições simplistas, descambando para o otimismo exagerado ou para o pessimismo tao nocivo, colocando-nos como os “piores” em tudo – ‘ah, isso é Brasil ‘, dizem a qualquer coisa errada.

Exemplo de visão míope temos naquelas pessoas que, mal se importando em conhecer e falar bem o nosso lindo idioma, apressam-se em aprender outra língua…

Estou convencida de que patriotismo inclui não apenas amar nossa terra, como também termos consciência política, participativa e cidadã, o que nos levará à certeza de não sermos os piores, deixando-nos de cabeça erguida.

Amar nosso idioma, belíssimo, dificílimo. Conhecer nossos grandes autores, clássicos e contemporâneos, ao invés de lermos somente os best sellers da moda.

Sempre que for possível, contribuir para que a vida seja menos árdua para os menos favorecidos. Várias igrejas possuem trabalhos sociais visando à inclusão social dessas pessoas.

Finalmente, já que nossa proposta no blog é falar sobre viagens, conhecer nosso país continental e sua fascinante diversidade cultural.

Desejo-lhes excelentes viagens!

Solidão

O gênio de Vinicius produziu este retrato perfeito da solidão em forma de música.  “ligou o gás o coitado, o último gás do bujão…” …”porque ninguém mais lhe abria as portas do coração…”

Confesso que na juventude tive muito medo de ser uma dessas pessoas. Sempre muito tímida, às vezes imaginava-me mais velha, como na canção, “com os olhos no chão, sempre pedindo perdão”.

Pessoas com baixa auto-estima. O longo caminho para a felicidade, no meu caso ( e creio que em muitas outras vidas bem sucedidas) passou pela entrega de minha vida a Jesus Cristo, ainda na adolescência. Certo que o milagre não é mágica, este o porquê da “longa estrada”, na luta diária pela felicidade e bem estar.

É possível ser feliz!

Perseguindo Sonhos

     Quando tudo parece meio confuso, sem rumo ou definição, surgem as oportunidades. Devagar, sem pressa, a vida vai acontecendo.

     Após quase trinta anos na mesma rotina, parecia não haver outra saída senão conformar-me com os sonhos deixados para trás.

     Lembro-me de um livro que li há muitos anos, Aventuras na Oração, de Catherine Marshal, viúva do grande pregador, capelão na Casa Branca, Peter Marshal. Ela descrevia, num dos capítulos, como Deus realiza nossos sonhos, quando estão no centro de Sua vontade. Naquela época orei por vários assuntos relacionados a meu filho e minha própria vida. Anos depois, Deus honrou a todos os meus pedidos, atendendo-os plenamente, com uma família equilibrada, filho bem profisssonalmente, bem casado…

     Chegou a minha vez!

     Aprender uma nova língua é só o começo. Quero conhecer o Brasil, boa parte do nosso continente, vários países europeus, Austrália e Nova Zelândia. Pra começar…